ESTILO

Jovens entre 18 e 25 anos agora correspondem a 34% dos ouvintes de música clássica

No último dia 30, o Deezer lançou o projeto original "Beethoven Recomposed" com uma nova geração de pianistas reinventando os clássicos de Beethoven

A música clássica é geralmente percebida como algo inacessível, ligado à classe alta e idades mais avançadas, mas isso tem mudado e o estilo tem ganhado cada vez mais fãs e se reinventado, como mostra o estudo musical “Classical Revival ” da Deezer, em parceria com a BPI e a Royal Philharmonic Orchestra (RPO). O relatório descobriu que o público entre 18 e 25 anos agora corresponde a um terço (34%) dos ouvintes de música clássica em todo o mundo – uma audiência que cresceu consideravelmente durante a pandemia.

Pensando nisso, a plataforma convidou pianistas contemporâneos mundialmente famosos como Chilly Gonzales, Sofiane Pamart e Chloe Flower para celebrar o 250º anos de um dos compositores clássicos mais renomados da história: Beethoven, considerado até hoje um músico visionário, rebelde e autor de obras atemporais.

“A música clássica cativou ouvintes de todas as idades durante este momento difícil. Nosso novo álbum tem como objetivo reunir todos os tipos de amantes da música clássica, misturando batidas contemporâneas com sons tradicionais. É a primeira vez que artistas dessa “nova” cena clássica recompõem peças de um ícone como Ludwig van Beethoven. afirma Yannick Fage, editor de Música Clássica da Deezer.

Doze pianistas contemporâneos deram seu próprio toque às peças clássicas, para o “Beethoven Recomposed“, álbum que está disponível exclusivamente na Deezer, como parte da série “Deezer Originals“. Sofiane Pamart, uma das principais artistas da música clássica, gravou uma performance impressionante da “Piano Sonata No 14 – “Moonlight” de Beethoven. Sofiane, que é conhecida por “quebrar os padrões do piano elitista“, criou uma nova melodia que ainda usa harmonias e acordes de Beethoven.

Outra participante é a artista, compositora, produtora e pianista Chloe Flower, que é formada em uma das principais escolas de ensino superior de música, dança e dramaturgia, a Juilliard School, e já tocou no Grammy Awards 2019 com Cardi B, além de ter colaborado com grandes artistas como Celine Dion e Timbaland. Para reinventar o “Piano Concerto No 5: “Emperor” – Adagio”, Chloe adicionou um toque “Chopin” à melodia, trazendo mais romantismo para a composição.

Já para sua interpretação, Chilly Gonzales retirou as notas baixas originais da “Piano Sonata No. 15 – “Pastorale”: II. Andante“. “Quando ouvi esta Sonata de Beethoven pela primeira vez, achei que soava muito moderno – a mão esquerda é como uma sequência. Você quase poderia imaginá-la em uma música techno mais lenta, como uma linha de baixo sintetizador dos anos 80. Quando me sentei para tocar, percebi que a linha do baixo estava me atrapalhando. Acabei tirando aquele elemento pop moderno e me concentrando na melodia. Achei que seria mais um desafio, essencialmente, tirar o ritmo que é tão famoso nesse movimento e ver o que posso fazer com a melodia como se fosse uma balada de jazz“, opina Chilly sobre a obra-prima.

Beethoven Recomposed” inclui as 12 composições originais de Beethoven junto com as 12 novas faixas de piano, para ajudar os fãs a ouvirem exatamente como cada artista deu seu próprio toque.

Deixe um comentário